Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

Jumirim, Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020 Telefone (15) 3199-9800

Atendimento Atendimento: das 8h às 12h e 13h às 17h

Quar
12/08
31 °C
10 °C
Índice UV
6.0
Quin
13/08
33 °C
16 °C
Índice UV
6.0
Sext
14/08
34 °C
13 °C
Índice UV
6.0
Sáb
15/08
30 °C
19 °C
Índice UV
6.0

Cultura - Quarta-feira, 22 de Julho de 2020

Notícias por Categoria

CADASTRO AUXÍLIO EMERGENCIAL CULTURAL


CADASTRO AUXÍLIO EMERGENCIAL CULTURAL

PREFEITURA ABRE CADASTRO PARA ARTISTAS E ESPAÇOS CULTURAIS SOLICITAREM RECURSO DA LEI ALDIR BLANC

O CADASTRO PODERÁ SER REALIZADO PRESENCIALMENTE OU ATRAVÉS DO LINK ABAIXO:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSesLnTsaL7u0sMDJbje0siDSAH7DjCKyPToGrIo5GJoPays-Q/viewform

 

A Prefeitura Municipal de Jumirim, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Esportes, Turismo e Lazer abre adesões para o Cadastro Municipal de Cultura, voltado para profissionais do segmento artístico e espaços culturais.

 

Conforme a Lei Aldir Blanc Nº14.017, poderão se cadastrar artistas, atores, dançarinos, contadores de história, produtores culturais, curadores culturais, técnicos culturais, oficineiros, professores de escola de artes e profissionais ligados à cultura e a arte. Também poderão ser cadastrar espaços culturais, tais como: Empresas, Organizações da Sociedade Civil, Coletivos, Cooperativas, Instituições Culturais com ou sem fins lucrativos, Organizações Culturais Comunitárias.

 

O cadastro poderá ser realizado no formato online no site da Prefeitura ou presencialmente na Secretaria de Cultura, Esportes, Turismo e Lazer.

O prazo para cadastramento é até dia 10 de agosto de 2020.

 

Em caso de dúvidas, procurar Marina ou Giovane na Secretaria de Cultura, Esportes, Turismo e Lazer, situada na Rua Manoel Novaes, 531, Centro, Jumirim SP, ou pelo telefone (15) 3199 – 9811 e e – mail: cultura@jumirim.sp.gov.br

 

SAIBA MAIS:

A Secretaria de Cultura, Esportes, Turismo e Lazer informa sobre a Lei de Emergência Cultural Nº 14017/2020 (Lei Aldir Blanc)

Secretaria de Cultura, Esportes, Turismo e Lazer informa sobre a Lei emergencial Nº 14017/2020, para auxiliar artistas e empresas do ramo cultural da cidade de Jumirim SP.

 

Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc – Lei 14017/2020

Do total de R$ 3 bilhões com origem no Orçamento da União e no superávit do Fundo Nacional da Cultura (FNC), entre outras fontes, 20% (R$ 600 milhões) deverão ser aplicados em editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural, incluindo a realização de atividades artísticas e culturais que possam ser transmitidas pela internet ou disponibilizadas por meio de redes sociais e outras plataformas digitais. Fonte: Agência Câmara de Notícias

Pela primeira vez na história, um valor tão grande de recurso público é colocado à disposição da Cultura, no País inteiro, com a aprovação no dia 29 de junho, da Lei Federal 14.017/2020, denominada Lei de Emergência Cultural ‘Aldir Blanc’. A distribuição será proporcional à população e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Para o Município de Jumirim, a precisão é a disponibilização de R$ 24.459,93 (VER CONDIÇÕES NO FINAL)

Lembramos que a Lei ainda deverá ser regulamentada pelo governo federal e estadual, porém a Secretaria de Cultura, Esportes, Turismo e Lazer está realizando o Cadastro Cultural Voluntário em Jumirim SP, pois é um dos critérios para os trabalhadores da cadeia produtiva da Cultura serem posteriormente beneficiados por estes recursos. De acordo com a Lei, os recursos deverão ser aplicados em ações emergenciais de apoio ao setor cultural.

Ressaltamos, porém, que o cadastro em si não é garantia de pagamento da renda emergencial, mas é uma etapa para o recebimento deste. Acrescentamos também, que estas informações passarão compor o banco de dados culturais do município, sendo incluídos posteriormente no SNIC – Sistema Nacional de Indicadores Culturais - plataforma online com o perfil do setor cultural, base para a elaboração de políticas públicas estaduais e nacionais.

Além dos recursos federais, a Lei Aldir Blanc proporciona, pela primeira vez, uma articulação entre os sistemas nacional, estadual e municipal de Cultura.

Escolas de música e capoeira, circos, cineclubes, centros de tradição regionais, bibliotecas e museus comunitários, festas populares, teatros de rua, livrarias, sebos, ateliês, galerias, feiras e galerias de arte poderão ser contemplados.

 Pela Lei 14.014/20, são considerados trabalhadores da Cultura: artistas, contadores de histórias, produtores, técnicos, curadores, trabalhadores de oficinas culturais e professores de escolas de arte e capoeira, etc.

A Secretaria de Cultura, Esportes, Turismo e Lazer, disponibilizou um formulário de preenchimento pela internet (Link no final).

Alertamos que não existem pessoas credenciadas para executar qualquer tipo de suporte, assessoria e que este serviço é gratuito.

QUEM PODERÁ RECEBER O AUXÍLIO?

Os trabalhadores com atuação COMPROVADA no setor cultural NOS ÚLTIMOS DOIS ANOS, que não tenham vínculo formal de emprego e não tenham recebido o auxílio emergencial federal ou outros benefícios previdenciários ou assistenciais, seguro-desemprego ou valores de programas de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família. Os R$ 600,00 podem ser pagos para até duas pessoas de uma mesma família. Mães solteiras recebem o dobro do benefício, R$ 1.200,00. A lei estabelece o pagamento de três parcelas mensais, podendo ser prorrogado pelo mesmo prazo do auxílio do Governo Federal a trabalhadores informais e de baixa renda.

QUAIS AS EXIGÊNCIAS PARA PESSOAS FÍSICAS?

É preciso cumprir critérios de renda familiar mensal máxima: até meio salário-mínimo (R$ 522,50) por pessoa ou total de até três salários-mínimos (R$ 3.135) por família, e, ainda, não ter recebido mais de R$ 28.559,70 em 2018.

COMO SERÁ FEITA A DISTRIBUIÇÃO DOS RECURSOS (AINDA SERÁ REGULAMENTADA)?

Diferente do auxílio emergencial pago pelo Governo Federal a trabalhadores informais e de baixa renda, os recursos da Lei Aldir Blanc não serão disponibilizados pela Caixa. A verba será transferida pela União aos Estados e municípios, que farão o repasse aos beneficiários.

GESTORES E EMPRESAS

Além do benefício a trabalhadores, o texto sancionado prevê que os governos municipais e estaduais poderão destinar entre R$ 3 mil (valor mínimo) e R$ 10 mil (valor máximo) aos gestores responsáveis por espaços artísticos e culturais, micro e pequenas empresas culturais, cooperativas e instituições culturais comunitárias que tiveram a atividade comprometida pelas medidas de isolamento social.

Poderão receber o subsídio empresas e instituições culturais inscritos em cadastros estaduais, municipais ou distrital, em cadastros de pontos e pontões de cultura, no Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais (SNIIC) ou no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (SICAB). Também terão acesso aos recursos projetos culturais apoiados pelo Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac) nos último 24 meses.

Como contrapartida, a lei determina que beneficiários dos recursos deverão realizar, gratuitamente, uma atividade cultural por mês para alunos de escolas públicas ou em espaços públicos de sua comunidade.

Não poderão receber o subsídio espaços culturais vinculados à administração pública ou criados e/ou mantidos por grupos de empresas ou geridos pelos serviços sociais do Sistema S.

Links para cadastramentos

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSesLnTsaL7u0sMDJbje0siDSAH7DjCKyPToGrIo5GJoPays-Q/viewform

Maiores informações na Secretaria de Cultura, Esportes, Turismo e Lazer

E-mail: cultura@jumirim.sp.gov.br

Telefone: (15) 3199 - 9811

 

FacebookTwitterWhatsAppImprimir

Voltar para a listagem de notícias

Jumirim

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!